Retrospectiva de Artes PDF Imprimir E-mail

Depoimento de nosso professor sobre o ano de 2006.

Paulo Jorge - Artes plásticas

...Os Grupos Verde e Vermelho, por serem de crianças maiores, foram exigidos bem mais, e obtivemos uma resposta muito positiva. Além do trabalho aplicado ao Grupo Azul também trabalhamos noções de textura, dimensão, contrastes, harmonia, escala, simetria e assimetria. E o Clubinho do Desenho, trabalho desenvolvido em sala de aula para o desenvolvimento do desenho, foi de fundamental importância na disciplina de artes, para que pudesse ser desconstruído. Ninguém abstrai do nada, partiram do concreto (sala de aula) para o abstrato (sala de artes)...

Professor Paulo Jorge - Artes Plásticas
{mosimage}

No início do ano letivo de 2006, foi introduzida na Creche Escola Casa de João de Barro a disciplina Artes Plásticas, também conhecida como Educação artística. Uma proposta ousada, para o período histórico da educação que atualmente vivemos, porque muitas escolas que oferecem educação infantil, consideram simplesmente as atividades da escolaridade como um ato de criação artística.
Este fato a muito foi questionado, e como permeia os parâmetros curriculares nacionais, torna esta disciplina obrigatória na formação do aluno, mas poucos investem e acreditam realmente neste contexto. Arte é algo natural do ser humano, vivemos constantemente com ela, entre anúncios, lendas, contos, gibis e grafites de rua. Tolo quem acredita que a arte esta limitada a museus ou galerias e também aqueles que negam à criança tais conhecimentos. Para uma formação sólida a arte, é uma questão de base.
{mosimage}


Aprender arte é fazer arte, mas não de forma inocente. Atualmente o ensino da arte esta bastante fundamentado com teorias e conhecimentos que vão de Howard Gardner com sua teoria do desenvolvimento humano a Donis A Donis com sua elaboração de uma sintaxe da linguagem visual. Mas acima de tudo com a brasileira Ana Mae Barbosa e sua proposta triangular (Conhecer, Fluir e produzir), que tomamos por base em todo o nosso processo de aprendizagem neste passeio maravilhoso no caminho da arte acompanhado de nossas crianças.
O Grupo Laranja neste período teve grande desenvolvimento. Como as professoras regentes mencionaram, não foi o desenvolvimento de um ou outro, elas testemunharam o crescimento de um grupo e a troca de experiências entre as atividades de sala e a disciplina de artes, que trouxe maior desenvolvimento psicomotor fino e criatividade. É clara a ampliação estética, a noção de espaço, a curiosidade e a procura de novos materiais.
{mosimage}


O grupo Azul trabalhou o conhecimento, a visualização e a análise. 0s contrastes e a diversidade de materiais e acima de tudo, o crescimento da superfície (escala). Os trabalhos inicialmente limitados pela folha A4, passaram a ser produzidos em maior tamanho, em folhas de grande formato e quando juntas, formavam painéis.
Os Grupos Verde e Vermelho, por serem de crianças maiores, foram exigidos bem mais, e obtivemos uma resposta muito positiva. Além do trabalho aplicado ao Grupo Azul também trabalhamos noções de textura, dimensão, contrastes, harmonia, escala, simetria e assimetria. E o Clubinho do Desenho, trabalho desenvolvido em sala de aula para o desenvolvimento do desenho, foi de fundamental importância na disciplina de artes, para que pudesse ser desconstruído. Ninguém abstrai do nada, partiram do concreto (sala de aula) para o abstrato (sala de artes).
Um ano proveitoso, que tende a devolver muito mais frutos com um constante investimento no decorrer dos próximos anos.


Professor Paulo Jorge Gonçalves